ESPANHA

PORTUGAL

ITÁLIA

Rioja

ESPANHA

Localizada ao norte da Península Ibérica, Rioja é uma das mais importantes áreas vitícolas da Espanha, tendo sido a primeira a receber sua Denominação de Origem, em 1991.

É dividida em três regiões principais: Rioja Alta, Rioja Baja e Rioja Alavesa, com vinhedos plantados em altitudes que variam entre 500 e 800 metros acima do nível do mar.

Desde a década de 70, seus vinhos são procurados em longos períodos de maceração, seguidos de estágios curtos em madeira. 

VINHOS DA REGIÃO

Navarra

ESPANHA

A região de Navarra, localizada entre os Pirineus e o rio Ebro, é tradicionalmente conhecida pela produção de vinhos rosados a partir de Garnacha. A tradição, entretanto, não é um limitador para o mercado local que recentemente tem se especializado na produção de Tintos, fazendo com que a uva Tempranillo se tornasse hoje a mais plantada no local.

Ainda podemos destacar a qualidade dos brancos à base de Chardonnay e Viura e os consideráveis avanços na produção de vinhos de Crianza e Reserva. Os produtores seguem à risca as normas de envelhecimento em carvalho estabelecidas pelo Conselho Regulador da Denominação de Origem, garantindo qualidade e autenticidade às bebidas. 

VINHOS DA REGIÃO

Ribera del Guadiana

ESPANHA

A Ribera del Guadiana se encontra na região da Extremadura, e leva esse nome por causa do rio Guadiana, que atravessa suas terras de leste a oeste.

Oficialmente criada em 1999, sua Denominação de Origem é dividida em seis subzonas, sendo a maior delas a “Terra de Barros”, que compreende 80% das videiras.

Seu clima continental, de verões quentes e secos, contra invernos rigorosos com temperaturas negativas, é um desafio para os produtores locais, contudo possibilita o plantio de uvas diferentes, chegando a ter 29 castas autorizadas.

VINHOS DA REGIÃO

Douro

PORTUGAL

O Vale do Douro é o lar de uma paisagem vitícola singular e vinhos excepcionais, em uma história que se estende por quase dois milênios de tradição. Ali é produzido o Vinho do Porto, produto-chave da economia nacional e valor simbólico que representa a portugalidade no mundo, além de rótulos com a mesma qualidade.

A região foi a primeira do país a receber sua Denominação de Origem Controlada (DOC), passando por fiscalização para manter a excelência de seus produtos, e sendo reconhecido como patrimônio mundial pela Unesco.

VINHOS DA REGIÃO

Minho

PORTUGAL


A região do Minho constitui uma Denominação de Origem Controlada (DOC) cuja demarcação remonta a 1908. No território histórico, berço da carismática casta Alvarinho, é produzido o reconhecido Vinho Verde, frutado e refrescante de moderado teor alcoólico, ideal para harmonização de aperitivos e pratos leves.

Sua localização costeira geograficamente, a noroeste de Portugal, entre os rios Douro e Minho, também permite a fabricação de excelentes vinhos brancos. 

VINHOS DA REGIÃO

Trás-os-Montes

PORTUGAL

A região de Trás-os-Montes está situada ao norte de Portugal, coberta por sinuosas montanhas e colinas que justificam sua nomenclatura. A Denominação de Origem Controlada (DOC) garante a qualidade das bebidas ali produzidas.

No local, verifica-se a existência de diversos microclimas, que aliados às diferenças na variação de solos, permite a maior adaptabilidade de castas, uma capacidade de produção de vinhos muito variados de características únicas. 

VINHOS DA REGIÃO

Emilia-Romagna

ITÁLIA

Área rica, com cidades históricas e solo fértil, localizada na fronteira entre o norte e o centro da Itália. Ficou conhecida no mercado de vinhos com o popular Lambrusco, também se destacando pela produção de bebidas a partir da uva Sangiovese, muito apreciada pela população do país.

No ano de 1962 criaram o Consórcio de Vinhos da Romagna, estabelecendo regras para manter a qualidade do plantio e fabricação. Em 1967, recebeu o estatuto de Denominação de Origem Controlada (DOC), alcançando ainda mais relevância.

VINHOS DA REGIÃO

Vêneto

Dolo-Venezia

ITÁLIA

A região de Vêneto está localizada ao nordeste da Itália, e tem como capital a charmosa e conhecida cidade de Venezia. O clima da região é bastante diversificado, o que resulta em uma vasta diversidade de castas que geram bebidas muito distintas e singulares. A área é responsável por 10% da produção de vinho italiana, e dali surgiram denominações mundialmente relevantes como Prosecco, Bardolino, Soave e Valpolicella, atendendo desde os estilos mais leves aos mais fortificados e aos espumantes.

Na cidade de Verona, acontece a mais importante feira vitivinícola italiana, a Vinitaly, que ocorre anualmente desde 1967.

VINHOS DA REGIÃO