Vinho fino e vinho de mesa: entenda a diferença.

0 Comentários

Vinho fino e vinho de mesa: entenda a diferença.

Quando decidimos escolher um rótulo, muitas vezes nos deparamos com as expressões "vinho fino" e "vinho de mesa". Mas qual a diferença entre as duas nomenclaturas? A resposta se encontra na forma de produção das uvas.

As videiras de espécies Viti viníferas possuem uvas de casca mais grossas e densas, com sementes menores, e a fabricação do vinho ocorre seguindo normas de padrões de qualidade. Encontram-se nesta categoria espécies famosas como Merlot e Chardonnay. Não costumam se adaptar a qualquer clima, e por isso exigem muito mais cuidado em seu cultivo para a vinificação. Produzem vinhos mais límpidos e brilhantes, com aromas e sabores variados, que podem suportar o envelhecimento em barricas e garrafas. São os reconhecidos como vinhos finos.

Já as outras famílias de uvas, como a Vitis labrusca e Vitis rupestris, não exigem formas de produção tão complexas. Também conhecidas como uvas americanas, são as mais indicadas para o consumo in natura, isto é, adequadas para serem ingeridas diretamente em formatos de suco ou uva passa, por exemplo. Por se adaptarem a diferentes tipos de clima, podem ser encontradas em diversos países e regiões. Os vinhos de mesa surgem desta variedade, geralmente possuindo sabores mais simples, porém intensos, e aromas rústicos, com uma aparência mais opaca.

Agora que as dúvidas foram esclarecidas, é só escolher o vinho!

 


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados